Nosso Corpo, Casa de Deus

Nosso Corpo, Casa de Deus

Nosso Corpo, Casa de Deus

 

O Sacrifício diário do nosso corpo requer uma conduta; e este procedimento que a própria mente já renovada nos informa, é o que nos faz experimentar a boa, perfeita e agradável vontade de Deus. O apostolo coloca sua exortação na posição da misericórdia de Deus; ele não está fazendo uma simples apelação, está de forma imperativa, convocando-nos a um viver de forma Justa, fiel e santo.

Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.
Romanos 12:1-2

As Misericórdias de Deus:
Esta palavra é natural da hebraica (hesed) que em português corresponde a (benignidade, amor firme, graça, fidelidade, bondade, devoção). Quanto a sua forma pode ser visto tanto como substantivo (hesed), como adjetivo (hãsîd) que é derivado do substantivo (hesed) e é usado para descrever o israelita fiel.

Esta palavra é usada 240 vezes no Antigo Testamento, de forma especial nos salmos. Paulo usa esse termo por sua grande importância dentro do vocabulário teológico e ético do Antigo Testamento. Quando traduzido para o grego ele recebe o nome de (ele os misericórdia), assim sendo o uso mais comum nos fala de:Força, Firmeza e Amor.

Deus é rico em misericórdia – Ef 2.4.
Ele proveu salvação a todos os homens – Tt 3.5
Ele é compassivo para com os que o temem – Lc 1.50
A misericórdia de Deus é o motivo pelo qual os Judeus não foram destruídos.

O que representa o nosso Corpo:
O nosso corpo como um todo, é o instrumento da vida, quer do homem vivo(Mt 6.22) quer do homem morto(Mt 27.52); ou na ressurreição(1Co 5.44).

A Bíblia diz que o nosso corpo é:
é uma casa – 2Co 5.1.
é um vaso- 2Co 4.7.
é um tabernáculo- 2Pe 1.13.
é um templo- 1Co 3.16.
é uma propriedade-1Co 6.19.
é um membro de Cristo-1Co 6.15.
é um cálice de ouro – Ec 12.6

A transformação da nossa mente:
transformação é mudança; e esta mudança aqui descrita, é para elevação da condição humana. Deus tem todo prazer em resgatar o homem a condição superior na qual vivia Adão antes de cair em pecado. Para isso veio o Filho de Deus. Manifestado para destruir as obras de satanás. (1Jo 3.8).

Ez 18.21,22 – Deus convida o homem para a restauração, prometendo perdoar, e não lembrar de seus pecados passados.
Ez 36.26-29 – Deus em sua misericórdia promete a transformação do espírito, da alma, fazendo-os viver numa nova dimensão. Elevados a presença de Deus. (sacrifício vivo, santo e agradável).
Ez 37.12-14 – Deus transforma o homem, ainda que ele esteja morto e sem esperança, como um osso sequíssimo.
Lc 19.8 – a presença de Jesus na vida de Zaqueu, trouxe-se a Justiça, a paz e a alegria(ou seja O reino de Deus).
At 9.1-6 – a transformação de Saulo, De perseguidor a pregador de Evangelho.

Com o sacrifício de si mesmo, Cristo tornou todo sacrifício de animais obsoleto. Hoje nós em nosso corpo, morto para o mundo, podemos chegar à presença de Deus e sermos por ele recebidos.

A vontade de Deus:
O Espírito de Deus não se une ao espírito que há no mundo, a saber, o que opera nos filhos da desobediência. A ostentação humana reflete a desarmonia com Deus. Somente transformado o homem, adquire a possibilidade de experimentar a vontade de Deus em seus vários aspectos:
A boa vontade de Deus: Reflete um aspecto de submissão e abnegação, Devemos ser submissos a Deus em todas as coisas. (2Co 12.9b)
Agradável Vontade de Deus: a aquisição dos frutos do Espírito é o que agrada a Deus? Abster-se do mal, não se contaminar com o mundo? São coisas do agrado de Deus? o que ele gosta em nós.(Ef 5.10)
Perfeita vontade de Deus: o real sentida da sua vontade. A sua vontade absoluta e inerrante. Nele não há mudança nem sobra de variação, ele é reto e verdadeiro.

Não podemos morar neste mundo pensando que somos parte dele, pois não o somos. Não devemos nos conformar com esta era, não somos daqui, somos de lá e é para lá que iremos. Mesmo morando neste mundo devemos viver como herdeiros do reino, forasteiros aqui, hospedados aqui, mas herdeiros do mundo vindouro a glória que há de ser manifestada aos santos. Transformemos-nos pela renovação da nossa mente, andemos em Cristo e primemos as obras do reino.

Obs: deixe um comentario, sobre esta pena postagem e divulgue nas redes sociais

Pr. Gesiel Melo
Ass. de Deus – Itapecuru-mirim – Ma

Blog Caminho certo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.