SUBTOP 15: Os mais fracos e piores discos gospel do Brasil de 2012

É meu povo, como disse no outro post sobre os 15 melhores discos gospel do Brasil do nosso querido ano de 2012, este ano foi fraco de discos. É claro que aqui neste post não iremos abordar álbuns de gente amadora, nem muito menos as pérolas de Missionário Leandro Gomes, Graça Ramalho e Harley de Jesus, né…Enfim, nessa seleção levei em conta os aspectos: Repertório, aprovação do público, produção musical, arranjos e proposta. Capa bonita ou sucesso aqui não quesito. Foi difícil até escalar os primeiros lugares, pois os discos são tão ruins… Sei que muitos vão chicotear o blog, mas que a verdade seja dita e que a nossa opinião seja respeitada, amém? Vamos lá?

15º: Aceito o Teu Chamado – Bruna Karla (MK Music)

Um CD morno e chato de ouvir. Simplesmente Bruninha não se superou neste CD. O single, Eu não Abro Mão é uma música muito fraquinha, o excesso de firulas da Karla também não tá descendo, exagera menos minha filha, por favor?

E a capa deste CD está ótima para uma obra da Marina, mas ainda não tá legal. Alguém explica esse clipe tosco nesse encarte? E essas fontes?

14º: Ao Vivo na Igreja – Marcus Salles (Sony Music Brasil)

Um CD com uma proposta legal, mas não rolou. Muito enche linguiça, a participação daquela criança numa das faixas ficou ridícula, Fernandinho salvou parte do CD, e a capa é clichê. Não conseguiu superar seu primeiro trabalho em “ruindade”, mas este ainda não tá legal.

Marcus, volta pro Quatro por Um, porque como cantor solo você não tá com nada. #ProntoFalei

13º: 20 Anos – Aline Barros (Sony Music Brasil)

A única coisa legal neste CD é o clima de nostalgia, pois o resto não tá nada interessante: Produção musical, captações ao vivo, etc. O áudio não tá lá grandes coisas e a voz de Aline Barros ao vivo está gritada como sempre, aliás esta senhora nunca presta cantando ao vivo, é incrível como ela abusa dos vocais.

Enfim, disco sem qualquer novidade e enjoado de ouvir.

12º: Liberta-me – Fernanda Brum (MK Music)

A popstora cabeluda, apaixonada por lançar discos “viscerais” errou feio no repertório de seu novo CD, que apesar de flopado em qualidade vendeu muito. O clipe da música título foi uma vergonha que só, plágio de milhões de clipes internacionais.

A capa do CD é ótima. O repertório no geral é fraco, salvo algumas canções muito boas, como Cacos Pelo Chão, Santuário Cheio da Tua Glória e Rasgando o Coração.

11º: Minhas Canções na Voz de Sandrinha – Sandrinha (Graça Music)

É uma tremenda sacanagem o que a Graça Music está fazendo com a Sandrinha. A gravadora acabou com a carreira dela. Ela entrou na Graça ainda no início dos anos 2000, com uma carreira sólida e de bastante sucesso, hoje está apagada, abandonada, implorando para o RR Soares não mandar a Ana Paula Porto tirá-la da gravadora.

Sobre o CD, tem partes boas mas o CD é muito chato de ouvir. A produção do Baruk não ficou legal, musicou mal as músicas do RR. A capa da Quartel ficou bonita, mas exaltou o nariz dela. #AiComoEuTôMalvadaHoje

10º: É só Crer – Robison Monteiro (Sony Music Brasil)

Ao ouvir este disco, tive uma sensação: sono. As músicas são até legalzinhas, mas é tediante ouvir este CD, é muito morto e melancólico.

Nosso querido anjo precisa melhorar, e muito. E gostei da capa do CD. E você que está com insônia, este CD é o seu remédio. Não precisa tomar calmante.

9º: As Margens do Teu Rio – Davi Sacer (Art Gospel)

Recentemente analisado no nosso blog, acho que nem preciso explicar muito. Tecnicamente falando, o disco é ótimo, mas o repertório é triste. 90% das canções é sobre milagre ou prosperidade.

Gente, vamos fazer uma campanha? #VoltaDaviProTrazendoaArca ou #DaviVocêNãoÉAGrutadosMilagres ou #DaviChegaDeCarreiraSolo

 
8º: Essência – Jotta A (Central Gospel Music)

O que se dizer quando se tem um bando de crianças pré-adolescentes como grande parte dos fãs? Nem faço ideia de como esse CD alcançou disco de platina.

Com todo respeito à Central Gospel Music, mas apesar do sucesso, esse CD é muito fraco. Parece uma cópia descarada do Michael Jackson em alguns arranjos, e o que não dizer as firulas do Jotta? Ele consegue superar até o Thalles Roberto no excesso de firulas…
 
7º: No Passinho do Abençoado – Tonzão e os Adudianos (ADUD Records)

Que disco tosco. Na verdade, o funk carioca por si mesmo é tosco, mas o problema não está no ritmo não, é o CD mesmo. Músicas ruins que você não aguenta ouvir, pior que Adriano Gospel Funk e Tribo do Funk cantando as piores músicas de seus repertórios.

E no CD tem a participação de uma senhorita que pelamor… Que voz chata.

6º: Escolhi Adorar – Alda Célia (Som Livre)

Outro disco bom de jogar fora. Pra começar a capa é um horror, péssimo gosto, conceito já ultrapassado e fontes terríveis.

Segundo, não dá para suportar a voz da Alda Célia. Parece uma pata choca cantando. Mal consegue atingir as notas, desafina em todas as músicas. No contrário, suas ministrações são lindas, impactantes. Mas o CD é chato. Alda, grava um CD em estúdio que é melhor, tá?

5º: Código Secreto – Alex & Alex (MK Music)

CD horrível do início ao fim, desde a capa, produzida pela Marina mau-gosto de Oliveira até o repertório, chato demais!

Como é de costume, neste CD essa dupla brega traz canções congregacionais pedindo milagre ou canções românticas que dá náuseas ao ouvir. O clipe “Escrito nas Estrelas” ficou clichê e chato de assitir.

4º: Para Crianças e Adultos Bem-humorados – Para Nossa Alegria (Salluz Produções)

A contratação dessa banda pela gravadora Salluz foi a notícia de maior mau gosto do ano, e soou até como uma piada. Como a gravadora do Baruk, que só tem artistas com trabalhos de conceito teve coragem de fazer isso?

Enfim, a dupla por si só é palhaçada pura, e o disco deles não passa disso. #ParaNoooossaAlegriaaaa…

3º: 10 Anos – Trazendo a Arca (CanZion Brasil)

Mal é a primeira coletânea da história do Trazendo a Arca e já é um fiasco, tudo isso porque é um lançamento da terrível CANZION! Quer explicações? Lá vai:

Primeiro, o Trazendo a Arca sai da Graça Music e entra na CanZion. E a CanZion fala pra eles: “Agora que vocês completaram 10 anos, que tal lançar um álbum triplo em coletânea?”. E a banda respondeu: “Ótimo! Vamos produzir!”. Aí eles comentaram: “Não precisa, é só fazer uma lista de músicas que a gente produz para vocês. Fiquem tranquilos”.

E o resultado não prestou: Um disco com erro de prensagem, seleção mal feita, com faixa repetida e o pior, sem o padrão Trazendo a Arca de qualidade. Tão horrendo que a banda nem se pronuncia sobre os erros de fábrica que ele tem. Trazendo a Arca, saia da CanZion, vá para a Som Livre!

2º: Minhas Canções na Voz de David Soares Volume 2 – David Soares (Graça Music)

Cantor vergonhoso, na verdade tudo vergonhoso. Não sei qual é o motivo pelo qual o David Soares e o pastor Jayme de Amorim Campos gravam CDs, (na verdade sei, é vender) eles não cantam nada, nem autotune salvam eles, Oh my god!

E além do mais, ele é feio pra danar e essa capa horrorosa não teve criatividade nenhuma. Graça Music, não lance mais nada dele por favor. Os nossos ouvidos agradecem.

1º: Inesquecível – Estevam Hernandes & Banda Inesquecível (CanZion Brasil)

Ouvir este CD, mesmo para os que curtem um bom e velho rock é uma tortura. Estevam Hernandes, dono da Renascer em Cristo decidiu homenagear-se a si mesmo e o cantor Brother Simion, querendo relembrar os sucessos do Katsbarnea durante os anos 90. Até aí, tudo bem, mas a situação fica crítica quando se vê o Estevam de vocalista. Este homem não cantou nada, quem gravou tudo, quem cantou, quem tocou foi o Déio Tambasco, ex-guitarrista do Kats.

Para piorar, ele chama o ilustríssimo e mestre Simion no palco, e quando ele vai cantar o Estevam não deixa, fica entrando no meio. Este disco é ótimo para deixar qualquer um roxo de raiva. E o pior é pensar que 40 mil pessoas ainda tiveram a coragem de comprar, pois recebeu disco de ouro.

E é claro, essa capa é horrível, deveria ter entrado no meu TOP10 de capas ruins.

Essas opiniões acima não expressa a opinião do site Geração Jovem, foi uma postagem retirado do site: Agulhadas Gospel

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on print
prjulio

prjulio

Pastor da Igreja de Deus no Bairro Santa Terezinha - Catalão/Go. Pastoreando a 16 anos, pai de 5 filhos, Servo do Deus altíssimo, utilizando a internet como meio de propagação da palavra de Deus a quem desejar. Com humildade e amor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

whatsapp

Últimas Postagens